segunda-feira, novembro 20, 2006

Espíritos - possessões e lições de vida


É certo dizer que aprendemos algo na vida quando passamos por desafios e dificuldades. É certo dizer também, e às vezes assustador, que algumas coisas, coisas importantes, só aprendemos quando já é tarde.

Ainda não aprendemos em definitivo, mas creio que estamos perto de aprender que estamos destruindo o bem que temos de mais precioso na vida, o nosso planeta. Tem horas em que paro pra pensar até quando conseguiremos viver destruindo o que nos dá vida. Mas uma coisa eu sei, e creio que a maioria também sabe, pois já passou por algo do tipo, só damos o real valor a alguma coisa ou a alguém quando os perdemos. É por isso que redijo este texto, sem segundas intenções, apenas com a intenção de conscientizar o que está bem diante de nós.

Eu gostaria de começar citando uma pequena passagem de minha infância, uma passagem marcante.

Quando eu tinha onze anos tive uma conversa interessante com meu avô paterno. Eu dizia a ele que adorava o universo, e que um dia me tornaria astronauta. Ele sorriu e disse que se era meu sonho então que eu seguisse em frente. Porém, ouvi algo marcante naquele dia, que só hoje consigo refletir de uma forma significativa.
Ele disse:
"...é uma pena que eu não estarei aqui pra ver o homem viajar pra outro planeta, mas mais pena ainda será se você não puder ver isso. E meu neto, não procure outros culpados, a culpa será só nossa. Um dia você vai entender o que digo..."
Continuamos conversando sobre outras coisas.

Hoje eu entendo o que ele quis dizer. E acho que você, leitor, deve estar querendo entender porque estou dizendo tudo isso.
É uma forma de chegar ao ponto principal deste texto. Os espíritos e suas lições de vida.

Como já sabemos, segundo a doutrina espírita, existem tipos distintos de espíritos. Os que mais me facinam, no meu ponto de vista, são os Espíritos Puros, aqueles que servem a um objetivo maior.
Eu me recordo da vez em que fui a uma sessão espírita, queria conhecer melhor essa crença. Um médium ali presente disse que seria "encorporado por um Espírito de Luz" e que passaria uma menssagem para os presentes. O ritual se seguiu por alguns breves minutos e então deu-se início a possessão. O "espírito" dizia se chamar Cavalcante de Almeida, e que tinha uma menssagem importante para algumas pessoas ali.

Me chamou a atenção quando o médium se dirigiu a uma mulher que também assistia ao ritual.
Eu não havia reparado nela antes, mas depois vi que ela chorava muito e em silêncio.
Cavalcante disse:
- Débora, o Bruno está aqui comigo - a mulher se espantou e chorou mais ainda.
- Ele disse que quer ver você feliz, nunca triste, e que sabe o quanto você o ama. Ele disse também que gostaria que você desse todos os brinquedos dele para crianças pobres, ele só pede pra você guardar os desenhos que ele fez.
A mulher chorou como nunca, pessoas a abraçavam e consolavam.

Outras pessoas também foram "auxíliadas" por Cavalcante, ele passava significativas lições para nossas vidas. E disse que mais como ele também faziam isso em outros lugares. A sessão terminou e eu tive a oportunidade de conversar com um integrante do grupo.
Perguntei se aquilo era freqüente e ele disse que sim. E também me explicou que o Cavalcante, como outros espíritos iguais, tinham a tarefa de trazer conforto para o plano físico.
Disse porém, que apesar disso também existiam os espíritos inferiores. Esses dificilmente "encorporam" um sensitivo evoluído. Eles preferem os médiuns iniciantes ou inconscientes de suas condições psíquicas.
O grande mal, disse o membro do grupo, é que os médiuns inexperientes quase sempre "caem na conversa dos espíritos inferiores". Muitas vezes, disse ele, o médium cresce conversando com esses espíritos, acreditando que eles estão sendo guiados por seres bons quando na verdade estão sendo manipulados por eles.

Ele me contou sobre um caso ocorrido alguns anos atrás.
Um garotinho de oito anos foi levado até aquele centro espírita pela mãe, que já não sabia a quem recorrer. Ela o havia levado a psiquiatras e psicólogos, e a resposta foi a mesma, esquizofrenia. Mas a mãe do garoto se recusava a acreditar. Ele me contou que o garoto havia colocado a irmã de 2 anos em uma banheira de água fervendo, resultando em queimaduras por todo o corpo da menina.
Eu perguntei ao Ramalho, o membro do centro com quem eu conversei, porque o garotinho tinha feito aquilo.

Ele me explicou que quando fizeram uma sessão um espírito inferior se manifestou de forma rude. O garoto não estava no local por segurança. Disse Ramalho que esse espírito vinha conversando com o garotinho desde que ele tinha cinco anos, e que se fazia passar por um anjo da guarda. O garotinho chegou a comentar com a mãe sobre esse "anjo", mas ela não deu muita importância. Esse espírito veio a revelar, na sessão, que ele havia convencido o garoto de que a irmã estava doente, e que a única cura seria mergulhá-la em água fervente. Foi então que o garoto fez o que fez.
Ramalho disse que com outras sessões eles conseguiram afastar esse espírito inferior do garoto, e explicaram à mãe que seu filho era sensitivo, e que seria bom se ele fosse acompanhado de perto por eles. Me explicou também que essas entidades fazem isso, na maioria das vezes, por puro prazer.

Depois disso eu nunca mais procurei saber como anda o garoto.
Mas naquela mesma conversa ele me disse que Cavalcante era um espírito de luz que quase sempre estava ali com eles, e que sempre tinha uma lição de vida pra passar. Ramalho me disse também, segundo Cavalcante, o quão importante é que todos os homens do mundo se unam sob um só ideal, o da paz e do amor. E que só viveremos de maneira evoluída no plano físico quando aprendermos a respeitar tudo o que existe nele, tudo mesmo.

Muitas evidências sobre esses seres são postas em cheque, muitos charlatões são desmascarados, porém muitos outros não são. Acho que muita coisa só saberemos depois que morrermos e formos para outros planos de existência, se eles existirem...

7 Comments:

Anonymous Anônimo said...

espiritos existe!!!!!!!!!!!

9/12/06 9:49 AM  
Anonymous Anônimo said...

Ver espiritos é uma constante em minha vida! Sei q sou mediun mais tenho muito medo! Já frequentei centros espiritas mais tenho muito medo mesmo!

14/1/07 5:47 PM  
Blogger pimentinhabm said...

ei td bem?
axei seu blog e vo add !
bj

13/4/07 1:12 PM  
Blogger Raissa said...

mtuu shoow, ameei!

esse blogger eeh mtuu maneiroo...

beeijO*

22/10/07 12:00 PM  
Anonymous Jéssyca said...

Olha eu queria fazer umas perguntas pra vc, pq minha tataravó fez umas coisas e deis das coisas que ela fez minha família ou os filhos dos filhos da minha tataravó tem algo sobrenatural tipo como se fosse "dom" minha vó é possuída deis de pequena é meu pai fala que via sempre ela ser "emcorporada"e até aquele tempo eu não acreditava mas depois de ter visto com meus olhos ela sendo possuída começei a pesquisa e todos os meus tios tem algo de diferente. Minha tia pode se comunicar e ouvir como ela diz os (Demônios)ela pode falar normalmente com eles tipo como se fosse uma pessoa falando com outra pessoa, meu pai é mediun, ele já foi batizado no centro espiríta e já foi pra vários lugares como o cantomplá( ah sei lá como se escreve isso)e eu também sou mediun e posso sem querer ter premoniçoes em sonhos e posso ou podia ver espíritos, quando eu era pequena eu sempre via e as vezes falava com eles, e várias vezes sonhei com algo e depois de alguns dias acontecia, teve uma vez que sonhei que minha irmã ia morrer junto com a outra numa avenida. Aí eu falava pras duas não saírem sozinhas pq ia acontecer algo e elas nem acreditavam, Até um dia que ela ia comprar umas coisas no mercado e ia levar minhã irmã mais nova e eu não deixei ela ir e nem queria que a outra fosse, mas como ela era teimosa ela foi e por Deus ela só foi atropelada pq eu apareci lá e gritei na hora em que ela ia atravessar por pouco ela não morre. Mas meu pai me disse que pra mim poder voltar a ver espíritos eu tenho que ir nesses lugares e estudar sobre o assunto, e eu tenho vontade de ir no centro espírita, a única coisa que eu tenho ainda e ñão queria ter é as premonições em sonhos elas sõa horríveis é quando é algo de mal eu posso sentir a presença de algo ruim no meu quarto e daí não consigo dormir. Pra vc falar algo mais me add no msn que é Jessyca_htinha07@hotmail.com

23/11/08 5:30 PM  
Anonymous Anônimo said...

eu ja vi espiritos mas não parei para conversa gostei

3/9/10 2:22 PM  
Anonymous Anônimo said...

Eu gostei muito doque vc falou e sei qui sou mediun tanbem me add leonardo rik rayker@hotmail.com

1/9/13 12:29 PM  

Postar um comentário

<< Home